CuriosidadesPlantasPlantas Medicinais

Abrus pulchellus tenuiflorus, a planta que pode ser a cura do HIV

A nossa flora brasileira é muito rica em plantas medicinais, não é novidade para ninguém. Abrus pulchellus tenuiflorus, a planta que pode ser a cura do HIV.

Mas pelo que vimos será a flora brasileira que vai ser feita a cura para uma da mais terríveis, e até agora incuráveis doenças da humanidade que é o HIV.

Em uma parceria de cientistas americanos e pesquisadores da USP de São Carlos, interior de São Paulo, ouvi a descoberta da provável cura pro HIV.

Abrus pulchellus tenuiflorus, a planta que pode ser a cura do HIV

A planta tem o nome científico de ‘Abrus Pulchellus Tenuiflorus‘, a proteína dessa espécie tem o poder de matar células doentes que estão com HIV.

Trata-se de um tratamento onde só se matam as células doentes pelo vírus, e conserva as saudáveis.

Ao invés de se usar a o coquetel, irá ser usada a proteína da planta medicinal.

As células que foram infectadas pelo HIV foram testadas pelo doutorado do Grupo de Óptica do instituto de São Carlos, em parceria com o laboratório de desenvolvimento de pesquisas com HIV, no Health Sciences Center, na Louisiana nos Estados Unidos.

O professor que é responsável pela equipe que está desenvolvendo os estudos disse que, ainda são importantes muitos estudos até que se possa testar primeiramente em animais e depois em humanos.

Isso pode acabar levando alguns anos, mas a esperança de que uma cura definitiva para o HIV seja encontrada, está cada dia mais próxima para esse vírus.

Os números de pessoas com HIV no mundo são alarmantes, principalmente em jovens e vem aumentando cada vez mais.

Pela falta de uso dos preservativos é 98% da causa da transmissão do vírus, e os outros 2% podem ser consideradas crianças que nascem com o vírus por ter mãe portadora do mesmo por isso deve se tomar cuidado e usar mais preservativo para se proteger.

O tratamento enquanto não aparece a cura, só aumenta seu tempo de vida.

Basta ficar apenas um dia sem tomar os medicamentos e pode se por todo o tratamento a perder.

Muitas pessoas não procuram ajuda por terem medo da represália da sociedade, ainda é um tabu falar abertamente sobre o HIV em nossa sociedade infelizmente.

Boa parte das pessoas por falta de informação tem medo de “pegar” a doença através de um espirro, ou consumo de alimentos no mesmo recipiente que uma pessoa portadora usa. Essa planta vai poder ajudar muitas pessoas infectadas.

Um detalhe que apenas se pega o vírus através de ato sexual sem proteção, ou contato direto com sangue de uma pessoa contaminada.

O beijo só pode ser perigoso caso haja ferimentos na boca da pessoa infectada.

Uma pessoa com HIV pode viver tanto quanto as pessoas saudáveis, basta seguir o tratamento a risca e manter uma vida saudável, longe de drogas e sedentarismo essa é a receita de uma boa vida para as pessoas infectadas.

A pessoa infectada também pode se casar e manter uma vida social normal desde que, tome sempre as devidas precauções para não contaminar o parceiro, assim, 98% do problema de convivência está resolvido e assim levando a vida normalmente como uma pessoa saudável.

Veja abaixo o vídeo sobre essa maravilhosa pesquisa:

Leave a Comment